Happily never after

13 comentários
Arrumava apressadamente seus pertences enquanto em sua cabeça crescia a certeza de que não queria mais nada daquilo, já tentara ir embora, mas sempre fora por ele dissuadida, não sabia o que a prendia tanto já que há tempos não era feliz.De malas prontas deu uma última olhada no aposento, e saiu deixando antes na cômoda o anel que ele lhe dera. 

Comerciais de cerveja

34 comentários
Por que nas propagandas de cerveja os homens têm que se portar feito idiotas? Sim, cerveja é uma bebida popular, e o interesse dos publicitários é fazer com que desde o público de baixíssima renda ao de altíssima entenda as tiradas e sacadas, tem que ser um humor para todos. Mas existe sim um humor fácil e inteligente que afaste-se dessa imagem que os adoradores de cerveja são acéfalos que vivem por futebol e mulheres.

E se sempre ouvíssemos?

29 comentários
Sempre terá alguém para lhe dizer que não vale à pena, que o negócio que você quer começar não vai dar certo, que a sua abordagem não será precisa, que aquela mudança vai ser para a pior, que aquele plano de estudos não renderá muitos frutos, que aquela pessoa que você se interessou não presta, que aquele passo colocará tudo a perder.

A felicidade é relativa.

25 comentários
Todos falam na “procura pela felicidade” como se essa fosse um objeto em um local difícil de ser alcançado. Tratam-na como se todos soubessem o que é e como sendo a mesma coisa para vários, um conceito comum. A felicidade não é sólida e imutável, é relativa. Algo que te faz extremamente feliz a ponto de cantarolar ao acordar, bater na porta do vizinho e desejar bom dia e sair na rua com um sorriso insuportável no rosto, pode deixar outra pessoa infeliz ou miserável.
 
Nexos e Reflexos © 2010 | Designed by 1,2,3,4 Modificado por Victória Andressa.